calendário

sábado, 27 de novembro de 2010

Nesta época são frequentes estas ondas no cais do Porto Da Casa

3 comentários:

  1. É a vida dura dos Corvinos, durante os dias de mau tempo, dependentes do que vem do exterior.
    Senti isso na ilha das Flores, estive quase duas semanas sem fruta e yogourtes. (a ilha já tem produção própria.)

    ResponderEliminar
  2. Nas Flores, por esta altura há pouca fruta; isto é: para os próprios agricultores florentinos.
    No meu tempo de criança, na minha pobre casa nas Lajes,tinhamos: bananas de (meias) e algumas laranjas de (meias)também. Meu pai cultivava um Vale com inhames e fruta de meias. Agora, penso ser o tempo das nesperas. Sabemos, para os que são de fora, apenas podem depender do que chega à ilha.
    Suponho que, um visitante no Corvo, por esta altura também tem que depender daquilo que lhe dão ou compra; se houver. Até aqui no Canadá, a semana passada vi nesperas da Itália. Não eram grandes. Preparem-se para ler o preço: $17.67c. dolares ao quilo. Comprei cerca dum quilo para matar saudades dos Açores. Por amor de Deus, não me chamem assassino de eu haver matado a saudade DCA

    ResponderEliminar
  3. tenho saudades deste mar...

    ResponderEliminar