calendário

segunda-feira, 21 de março de 2011

O Corvo fará parte do Parque Marinho dos Açores.

Parque Marinho vai preservar zonas protegidas

Regional | 2011-03-21 10:24
O Parque Marinho nos Açores, que o governo regional pretende criar para preservar uma vasta área de zonas protegidas, deve abranger 11 locais, alguns situados fora das 200 milhas, revelou o director regional dos Assuntos do Mar.
Frederico Cardigos frisou que o objectivo inicial era abranger toda a área marinha até às 200 milhas em redor das ilhas dos Açores, área que corresponde à Zona Económica Exclusiva, mas essa intenção acabou por ser afastada porque deixaria de fora “importantes fenómenos marinhos” que estão localizados para além desse limite.

“Por isso, definimos que o Parque Marinho dos Açores começa a partir das 12 milhas e deixámos o limite externo da área em aberto”, afirmou o director regional dos Assuntos do Mar, acrescentando que poderá incluir “as áreas que estiverem sob jurisdição nacional” e que estejam dentro do proposta de extensão da plataforma continental marítima portuguesa.

A proposta do executivo regional, que já deu entrada na Assembleia Legislativa dos Açores, define 11 locais para integrar o futuro parque marinho, entre os quais a reserva natural e a área marinha do Banco D. João de Castro, as áreas marinhas oceânicas junto ao Faial e ao Corvo e as fontes hidrotermais Lucky Strike, Menez Gwuen e Raiwbon, situadas a sul dos Açores
                                                                                                                                                 "Lusa"

Sem comentários:

Enviar um comentário