calendário

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Excelente notícia!!!

Marca 'Biosfera Açores' pode ser usada nos produtos açorianos

Os empresários e as instituições com sede nas ilhas Graciosa, Flores e Corvo, declaradas pela UNESCO como 'Reservas da Biosfera', podem candidatar-se à utilização da marca 'Biosfera Açores' nos seus produtos, anunciou o executivo regional.
“Todas as empresas e instituições locais prestadoras de bens e serviços com sede nessas ilhas poderão candidatar-se à utilização da marca”, afirmou Álamo Menezes, secretário regional do Ambiente.

Com esta iniciativa, a região pretende “realçar” factores como a biodiversidade e a geodiversidade de excelência, a calma e natureza inexplorada, a vida marítima, a diversidade de ilhas e paisagens e os produtos locais.

As regras para a utilização da marca foram hoje divulgadas pelo Governo Regional dos Açores, através de uma portaria publicada no Jornal Oficial que, além do regulamento, inclui um manual de procedimentos e um modelo de declaração que devem ser cumpridos pelos candidatos.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Liberdade!!!

O problema da liberdade foi o que sempre mais me preocupou. Tento pôr ordem nas minhas ideias, mas não é fácil. Fui da esquerda e mesmo da sua direita (porque a direita da esquerda é a mais esquerda, como a direita da direita, a mais direita). Fui-o porque ela era a favor da liberdade humana e se parecia que era contra a liberdade humana, era só por defender a liberdade humana. Hoje sou contra a defesa da liberdade humana, porque sou a favor da liberdade humana. Esquerdas e direitas dizem-me que se eu sou contra a defesa da liberdade humana, por ser a favor da liberdade humana, sou realmente contra a liberdade humana e estou por isso fazendo o jogo de uns ou de outros, consoante aqueles que me acusam.
Ah, por favor, não me peçam explicações - sou homem, não sou político. Defendo a liberdade porque sou pela liberdade e por isso não devo defender a liberdade, porque para defender a liberdade teria de atacar a liberdade, o que me obrigaria então a defendê-la por ser a favor dela - merda! Sou pela liberdade, sou contra a opressão, e isto é simples, é humano, é evidente - disse! E não me chateiem mais.


                                                                                  Vergílio Ferreira, in "Estrela Polar"

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Boa Páscoa.


                                     É Tempo de Páscoa, é tempo de...

"Tempo de meditar, de buscar, de agradecer, de plantar a paz.
Tempo de oração!!!
Tempo de abrir os braços, de abrir as mãos e de ser mais irmão.
Tempo de recomeçar!
Tempo de concessão, de compromisso, de salvação. Tempo de perdão.
Tempo de libertar, de libertação, de passagem, de passar...
Para onde? Para a luz, para o amor, para a vida que é eterna!
Tempo de Ressurreição"
   

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Explicação!

Aceito neste blogue todos os comentários desde que não sejam anónimos.Isto a propósito de um comentário que recebi que dizia mais ou menos isto" Vai mas é trabalhar malandro, parasita, que já estava reformado etc etc." Constacto que o bem dos outros ainda incomoda e que a inveja ainda é muita!!! Como o blogue é MEU,  e como já disse optei por não publicar quaisquer comentários anónimos (sejam a dizer bem ou mal).Aceito todos, desde que devidamente identificados !!!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Porugal -Presente e Futuro!

É indesmentível que Portugal está passando por uma das mais graves crises dos últimos anos.Os portugueses sempre foram e são um povo honrado, digno e forte.
  O momento actual é gravíssimo.Batemos no fundo!
  Chegámos a esta situação, devido a um conjunto de políticas económicas, financeiras e sociais erradas, em que os pobres tornaram-se cada vez mais pobres, a justiça, a educação e a saúde não chegam a todos.
  Os culpados por esta situação podem e devem ser penalizados, mas convêm não esquecer que não existe apenas um só culpado.
  É necessário uma mudança de políticas, de objectivos e de ambições.
  A ajuda externa está a chegar.As medidas que irão ser aplicadas, ainda vão ser mais penalizadoras.Vai ser um período longo e doloroso.
  A partir de 5 de Junho, espero sinceramente que se consiga uma absoluta maioria parlamentar.
  Este é o momento de reflexão, de esperança e de fazermos a nossa escolha.
  Já fiz a minha e fiz-a baseada em quem acho mais credível, mais sensato e que melhores garantias dá para que Portugal recupere o seu nível de vida, o seu prestígio, orgulho e ambição.
  Não podemos nem devemos cruzar os braços.Somos todos portugueses e Portugal precisa de todos nós.
  Tenho esperança num Portugal mais justo e solidário.
  Sou dos que ainda acreditam.
  Sou realista, mas também sou optimista.
  Sou Português e com muita honra.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

PORTUGAL E A AJUDA EXTERNA(que obviamente também se irá reflectir no Corvo)

Os portugueses nos últimos tempos entraram numa espécie de histeria colectiva, que abrange todos: políticos, governantes, banqueiros, economistas e cidadãos comuns.
  Pela minha parte tento conter-me!!
  Não me choca rigorasamente nada o pedido de ajuda externa feita pelo Governo Português.Pelo contrário, acho que era inevitável e só peca por ter sido feito tardiamente.
  A crise política à muito que estava instalada no país.Estávamos perante um primeiro ministro sem qualquer credibilidade, um presidente do PSD com nítidas ambições de chegar rapidamente ao governo e os outros a dizerem umas vezes que sim, que não ou talvez.
  Vivemos num estado económico, social e político, inadmissível, fantasmagórico, irreal e absurdo.
  Alguém acredita que se o PEC IV tivesse sido aprovado, não haveria um PEC V ???
  A todos os portugueses exigem-se sacrifícios.No entanto o exemplo tem que vir de "cima".Haja decência e  e acabe-se com instituições inúteis, algumas parcerias público-privadas, assessores e assessores dos assessores, administradores que ganham fortunas, obras públicas megomalómanas, carros, gasolina, cartões de crédito, etc, etc...
  O FMI vai impor mais sacrifícios, mas também vai fazer o que o governo nunca fez: analisar rigorosamente a situação económica e financeira do país e mais importante vamos finalmente ficar a saber em que país vivevemos.
  Por último, mas não menos importante, saberemos para onde vão os nossos sacrífios, os nossos cortes nos vencimentos, subsídios, impostos e outros.Facto que até agora nunca soubemos!!!
  Vamos enfrentar um novo ciclo, cheio de dificuldades, mas também de rigor, verdade e esperança.
  Continuar assim, seria tornar o possível impossível.
  Precisámos de um novo governo, de gente nova , de uma maioria parlamentar clara e inequívoca.~
  Eu sou dos que ainda acreditam nos portugueses e em Portugal.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Igreja de Nossa Senhora dos Milagres.

Em 1674 o lugar do Corvo foi elevado a paróquia.Nessa altura começou a construção da Igreja Paroquial.O templo foi reedificado em 1975 com as dimensões de 26 metros de cumprimento por 7 de largura.
  Em 1932, o templo foi consumido por um violento incêndio.Foi quase totalmente destruído, tendo-se salvado no entanto a imagem de Nossa Senhora dos Milagres, tendo sido depois reconstruído.








  Actualmente constitui-se em conjunto edificado protegido, pela resolução nº 69/97, de 10 de Abril, do Governo Regional e integra o "Inventário do Património Histórico e Religioso da Ilha do Corvo"