calendário

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Devaneios.

Neste País conturbado, desanimado, ansioso, depressivo, semi-falido, faminto, banal, ainda vão surgindo coisas e pessoas que valem a pena, e outras que gostava de esquecer, mas definitivamente não consigo.
Há sol: azul, claro, intenso e forte.
Há mar: umas vezes calmo, outras muito revolto.
Há cidades, vilas e aldeias de uma rara e extraordinária beleza.
Há castelos, parques, serras e montes.
Há fado, futebol e Fátima.
Há gente culta, sábia e inteligente.
Há fome, miséria e injustiças.
Há iluminados que se julgam iluminados.
Há incultos que se acham cultos.
Há aqueles que pensam que sabem tudo e depois notámos que afinal não sabem nada.
Há os hipócritas e desprezíveis.
Há sempre uns mais culpados que outros, mas todos tem alguma culpa.
Há os que correm atrás dos tachos, quando nem a tampa sabem abrir.
Há estes, esses e aqueles.
Há Portugal

Sem comentários:

Enviar um comentário